Mostrando postagens com marcador viagem. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador viagem. Mostrar todas as postagens

25 de mar de 2011

Viajada Georgia: Liverpool

| | 0 comentários

Hoje vamos direto para a cidade dos Beatles, Liverpool! Para começar, nada melhor do que definir Liverpool como um lugar que respira cultura.
Fica localizada no estado de Mereyside no nordeste da Inglaterra com 440 mil habitantes onde a maior parte do ano o clima frio é predominante e acabou se tornando familiar a muitos países do mundo pelo sucesso extraordinário dos Beatles.


Liverpool também é famosa pela beleza de seus museus (onde você pode ver os artistas clássicos como Picasso, Salvador Dali e Matisse ou ver importantes nomes da arte contemporânea como Peter Blake) e edifícios de arquitetura clássica.


Os pontos turísticos, como todos devem saber, se referem única e exclusivamente á vida dos Beatles (você encontra milhares de fãs lá e o bom é que os moradores são bem compreensivos com eles) e a realeza (sim, eles ainda dão muito valor á monarquia).
Liverpool pode ser dividida em três áreas básicas, em termos turísticos. O centro tradicional, como em qualquer outra cidade inglesa, com sua rua de pedestres concentrando o comércio. A seguir a Mathews street e adjacências, onde está o famoso Cavern Club, região que forma a Beatlelandia, e finalmente a região portuária, conhecida como Albert Docks. Vou citar um pouquinho dos três para vocês :)

 
A Catedral Anglicana de Liverpool é a maior da grã bretanha e a quinta mais comprida do mundo.


A Catedral Metropolitana do Cristo Rei ou Catedral Metropolitana de Liverpool é católica e foi construida na década de 1960 com estilo diferente e arrojado.

 
O Albert Dock é um dos principais pontos da cidade, uma visita que não pode ser esquecida por quem vai a Liverpool. É uma área junto ao rio Mersey, inaugurada em 1846 pelo príncipe Albert, consorte da rainha Victoria, e destinava-se a enaltecer a grandeza do porto de Liverpool, seus navios e sua importância como centro comercial para toda a Inglaterra. O local foi totalmente reformado, e diversos prédios foram transformados em museus ou outras atrações. Há diversos barzinhos, cafés, restaurantes, pubs, estúdios de televisão e o Beatles Story. 

 

 O Aeroporto John Lennon também é uma grande atração turística por levar o nome do falecido Beatle.



O Cavern Club foi inaugurado em 1957, e em julho daquele mesmo ano os Quarrymen (primeiro nome da banda de John e Paul) se apresentaram neste local. Mais  tarde, já com o nome de Beatles, foram mais de 250 apresentações neste endereço até serem descobertos por Brian Epstein e se tornarem sucesso. Em pouco tempo o Cavern Club também estava mundialmente famoso. Apesar disto, em 1973 o local fechou e foi demolido. Isto causou tanta comoção que nos anos 80 ele foi reconstruído exatamente no mesmo local e com os mesmo tijolos utilizados em sua construção original, embora tenha ficado um pouco menor. É agora uma das maiores atrações turísticas da cidade, e sempre apresenta shows com as novas bandas de Liverpool.


A torre do Radio City Tower é a construção mais alta da cidade.

Durante a segunda guerra mundial os nazistas queriam a todo custo acabar com o porto de Liverpool, e a cidade foi severamente bombardeada.

A eterna rua Penny Lane! O nome Penny Lane tornou-se símbolo de uma época. Perto deste ponto há um cruzamento de cinco ruas formando uma rótula de trânsito - roundabout, como dizem os Ingleses - muito movimentada, batizada de Penny Lane Roundabout. John e George nasceram perto daqui. Todos os Beatles freqüentavam muito a área. A primeira mulher de John, Cynthia, tinha um apartamento em Penny Lane a trabalhava na loja Woolworth's a uma quadra daqui. Foi a música de Paul, intitulada Penny Lane que tornou esta pequena rua famosa. Durante muito tempo a prefeitura da cidade precisou, quase diariamente, providenciar placas novas para a rua, porque as existentes eram levadas por fãs ansiosos por uma lembrança. Agora as placas de Penny Lane foram abolidas e o nome passou a ser pintado diretamente nas paredes dos prédios da rua. 

 
The Beatles Story é um museu dedicado à banda. Resgata a história dos seus membros, desde o nascimento, através dos Beatles apogeu e através das suas atividades pós-Beatles. 

Bom, faria mais 500 posts falando sobre os pontos turísticos de Liverpool, mas vou deixar só estes, que representam um pouquinho de cada uma das três regiões turísticas de Liverpool :) 

E então, quem quer visitar Liverpool comigo (de verdade agora HAHA) ?

18 de mar de 2011

Viajada Georgia: Amsterdã

| | 0 comentários
 
Hoje o nosso destino é Amsterdã, capital da Holanda e maior cidade dos Países Baixos. Não é só conhecida como a capital da Holanda como também a capital das tulipas (aaaaai que lindo, eu amo tulipas *-*) e como uma cidade super liberal com noites agitadas. Tem população total de 743.068 habitantes. Seu nome é derivado de uma represa no Rio Amstel ( principal rio que circunda a cidade). 

 

A cidade é conhecida por seu porto histórico, seus museus de fama internacional, pelo Bairro da Luz Vermelha (bairro das prostitutas, das casas de shows eróticos e das lojas de sexo), seus coffeeshops liberais (bares onde é vendida maconha e o chá de cogumelos, os magic mushrooms, que têm efeito alucinógeno, sim lá tudo isso é permitido, inclusive o casamento homossexual e a euthanasia), e seus inúmeros canais que levaram Amsterdã a ser chamada a "Veneza do Norte".  A arquitetura é compostas de prédios típicos holandeses com fachada estreita, muitas janelas e diferentes cores e os prédios grandes e históricos, com design meio medieval. Os prédios mais antigos datam do século XVIII. Podemos ver também as casas flutuantes (meu sonho sempre foi viver em uma dessas!) em seus mais de 100 canais.

Os prédios tem uma curiosidade muito interessante. Além de todos serem um pouco inclinados para frente, eles possuem uma espécie de gancho na sua parte superior. A explicação é que, como são muito estreitos, os ganchos são usados (até hoje) para fazer a mudança dos móveis.
Casas flututantes
 Bom, os pontos turísticos de Amsterdã são infinitos e eu teria que fazer mais 5 posts aqui para falar de todos. Mas aqui eu só vou citar os principais :)


O Rijksmuseum é um museu nacional dos Países Baixos. É dedicado à artes e história. Ele tem uma larga coleção de pinturas da idade de ouro neerlandesa e uma substancial coleção de arte asiática.


Casa de Rembrandt é uma casa onde Rembrandt (pintor neerlandês famoso por pintar retratos e auto-retratos) viveu e pintou entre 1636 e 1658. Em 1911 foi convertida no Museu Casa de Rembrandt e mantém as características principais da original moradia do pintor.


Hortus Botanicus Amsterdam é um dos mais antigos jardins botânicos do mundo e possui muitas antigas e raras espécies. A maior variedade de tulipas se encontra lá.


A Casa de Anne Frank é um lugar especial e emocionante. Percorrendo as peças e as estreitas escadas, é possível conhecer os sentimentos e os lugares em que a jovem garota viveu escondida por cerca de dois anos. É possível conhecer a história de sua família e de seu diário. No antigo quarto onde Anne se escondia, ainda estão as fotos de sua coleção de artistas, que ela usou para decorar as paredes. Numa das partes mais emocionantes, o visitante conhece o destino de cada membro da família, que foram para diferentes campos de concentração. Por fim, as comoventes cartas de Otto Frank, pai da menina e único a sobreviver, escrevendo para parentes na esperança de reencontrar Anne Frank. A menina morreu de febre tifóide um mês antes da libertação dos judeus. O museu também mostra vídeos com depoimentos de pessoas que conviveram com ela, inclusive de Otto Frank.  


O Concertgebouw é uma sala de concertos. Graças a sua excelente acústica é considerado como uma das três melhores salas de concerto do mundo.


Amsterdam Centraal é a principal estação ferroviária de Amsterdã. Ela foi construída entre 1881 e 1889.


O Palácio Real de Amesterdão é um palácio localizado na  Praça Dam. É um dos quatro palácios oficiais dos Países Baixos à disposição da Rainha Beatriz.  

 
 
O Bairro da Luz Vermelha é outra atração de Amsterdã. É um bairro de prostituição que virou ponto turístico. A zona é repleta de sex-shops, que não exitam em expôr seus produtos na vitrine. Nos prédios, cada janela vira uma vitrine de mulheres. Elas fazem poses seminuas com trajes sugestivos, convidando os homens a entrarem no seu quarto. Mas não pensem que só existem homens no local, inclusive famílias vão conhecer a famosa zona. Uma curiosidade é o museu do sexo, um museu ao ar livre que é composto de uma escultura do órgão masculino na rua, assim como as formas do corpo feminino esculpidas no chão.

AAAAAAAAA, alguém mais tem a sensação de ter nascido no país errado? Eu quero ir para Amsterdã agora! 


P.S.: Queria agradecer ao Kings Of Leon por cantar Back Down South, minha inspiração para escrever o Viajada Georgia. Acho que vou colocar essa música na trilha sonora do blog :)

11 de mar de 2011

Viajada Georgia: Verona

| | 0 comentários

Sim, hoje embarcaremos para a cidade que serviu de cenário para Romeu e Julieta, mia Verona bella *-*
O que mais me encanta em Verona é realmente o fato de ela ter sido cenário da história de Shakespeare e, por mais que eu não pense em casar, (sim, eu não quero me casar, tenho medo de me prender á alguém) eu ainda sonho em passar uma lua-de-mel lá :)
Verona é a segunda maior cidade da região do Vêneto, depois de Veneza, na Itália. Tem cerca de 256.110 habitantes e é uma das princípais cidades das rotas turísticas e culturais do Vêneto. É conhecida como "piccola Roma" ou "pequena Roma".

 

A cidade é pitoresca e já  foi declarada patrimônio da humanidade pela UNESCO por causa da sua estrutura urbana e arquitetura. É toda banhada pelo Rio Adige, o que a deixa mais romântica do que já é!


Mapa de la cittá, per favore! Aos pontos turísticos:


A Arena Di Verona foi construída no primeiro século d.C., este é um dos mais bem conservados anfiteatros romanos, cuja a área dos assentos chega a ter 40 níveis e possui capacidade para 22.000 mil espectadores.


A Casa di Giulietta é uma construção medieval a poucos metros da central Piazza delle Erbe. A tragédia shakespeariana de Romeu e Julieta encontra em Verona uma mistura de fantasia e realidade, com locais reconhecidos como os locais narrados pela obra de Shakespeare.


 Igreja San Zeno Maggiore está localizado na Piazza San Zeno. É considerada uma das maiores glórias da arquitetura romana.


O Castel Vecchio, originariamente chamado de Castello di San Martino in Aquaro, é um castelo italiano  também utilizado como museu, com o nome de Museo Civico di Castelvecchio.


A Ponte Scaligero liga o Castel Vecchio à outra parte da cidade. Está sobre o rio Adige. 

 

A Torre dei Lamberti é uma torre medieval de 84 metros, que sobe a partir da Piazza Erbe. Sua construção começou em 1172 . A Torre detém o recorde de maior edifício da cidade de Verona.


A Porta dei Borsari é uma porta da muralha romana de Verona. Nos tempos romanos era chamado de Porta Iovia, nome que veio de um templo dedicado a Júpiter.

Bom, estes são os principais!
La mia bella Verona, ti è piaciuto? Você gostou da minha bela Verona? HAHA

4 de mar de 2011

Viajada Georgia: Estocolmo

| | 0 comentários

Prontos para embarcar em meu texto e viajar diretamente para Estocolmo? Então apertem os cintos!
Estocolmo é a capital da Suécia.  Está situada num arquipélago de catorze ilhas, unidas por 53 pontes.
Tem população de 795.163 habitantes e seu clima é o temperado frio. Por ser frio durante a maior parte do ano, as pessoas são loiras, branquelas e de olhos claros.


A cidade, em geral, é toda trabalhada nos canais de água que a cercam e nos prédios antigos, de estilo clássico com um ar de realeza em cada um. Isso á faz ser comparada com Veneza, na Itália por ser antiga e também romântica. Destino perfeito para lua-de-mel.


Agora vamos para os pontos turísticos, que, pelo que dizem, são imperdíveis.

O Palácio Real de Estocolmo é a residência oficial e o maior de todos os palácios reais do Monarca da Suécia. Está localizado na ilha de Stadsholmen.


Riddarholmskyrkan  ou Igreja de Riddarholmen é a igreja onde são sepultados os monarcas da Suécia. Localiza-se no ilhéu de Riddarholmen.


O Teatro da Corte de Drottningholm está situado no Parque Real de Drottningholm, que é um local de Patrimônio Mundial da UNESCO.


A Praça Norrmalmstorg  se situa no coração de Estocolmo.


A Praça Sergel está situada no centro de Estocolmo.


O Parque de Diversões Gröna Lund é o maior parque temático da Suécia. Os seus pontos fortes são as montanhas-russas e um simulador de queda livre.

E então, gostaram da viagem? :D
Beijos
MyFreeCopyright.com Registered & Protected